A PAZ ESTEJA CONVOSCO

Acompanhando as celebrações litúrgicas, estamos nestas semanas atravessando o Tempo Pascal. Elas nos remetem à experiência do Ressuscitado vivenciada pelos primeiros discípulos. Já na manhã do domingo pela Madalena, depois pelos dois caminhantes de Emaús e, finalmente, por todo o grupo dos Apóstolos no cenáculo. Se não assistiram como testemunhas oculares à ressurreição de Jesus, encontraram-se com Ele na intimidade de uma refeição. Assustados e sem entender nada no início, alegres depois, porque Aquele que julgavam morto estava novamente entre eles. Vivo, realmente vivo, porém trazendo em si as marcas do Crucificado. É isso que estamos celebrando: a grande experiência que representa o alicerce de nossa fé cristã!
São quarenta dias que vão do Domingo de Páscoa até a Ascensão do Senhor. É uma experiência a ser repetida sempre de novo. Contudo, não de maneira isolada, e sim em comunidade: na verdade, a nossa fé é eminentemente comunitária! E por isso na conjuntura atual ao mesmo tempo questionadora, transformadora, revolucionária diante da predominância de um individualismo exuberante.

Na Assembléia Paroquial realizada no dia 29 de dezembro de 2010 assumimos, entre outros desafios, o ressurgimento da Pastoral da Comunicação. Hoje, com uma satisfação profunda, podemos revelar à comunidade e a todos os que acessarão este veículo virtual, que uma jovem equipe, acompanhada por alguns integrantes remanescentes da anterior, está abraçando esse trabalho com iniciativas inovadoras. Uma delas é a criação deste site pioneiro na história da nossa Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus situada geograficamente em três bairros: Vila Tamandaré, Quintino Facci I e Parque Industrial do Avelino Palma.
Deus seja louvado! E em nome dos membros das demais pastorais faço questão desejando-lhe bastante êxito e perseverança!

Comunicação, não resta dúvida, é um termo amplo. Engloba desde as relações inter-pessoais diretas até o relacionamento intermediado por instrumentos técnicos ou tecnológicos. A palavra original, do latim, aponta para a idéia de comunhão, partilha, troca, câmbio. Posteriormente adquiriu também o conceito de difusão, transmissão de informação, processo de dinâmica entre transmissor e receptor.
Tudo isso está agora recebendo entre nós o acréscimo de uma nova ‘roupagem’. Rogo para que o alicerce seja mantido em fidelidade à saudação do Mestre, garantindo assim sua Presença em cada empreendimento nosso: “A Paz esteja convosco!”.

Padre Chico, pároco